Por R$ 8,5 mil, "qualquer um" pode fazer evento no Bioparque

ÂNGELA KEMPFER, GABRIELA COUTO E ADRIEL MATTOS / CAMPO GRANDE NEWS


Auditório do Bioparque Pantanal tem espaço pra 250 pessoas na plateia (Foto: Bruno Rezende/Governo de MS)

Aluga-se – O auditório do Bioparque Pantanal está disponível para apresentações artísticas e culturais, congressos, seminários e palestras. Os interessados podem pagar de R$ 7 mil a R$ 8,5 mil, dependendo do dia e do horário. A locação do auditório, para a realização de qualquer evento, deverá endereçar a solicitação à Direção-Geral do Bioparque, observado que a locação não dá direito à visitação às demais dependências do empreendimento.

Menu política - A pré-candidata à presidência, Simone Tebet (MDB), conversou sobre campanha eleitoral em jantar com um dos marketeiros mais famosos do País: Nizan Guanaes. Ele não deve participar diretamente da luta da sul-mato-grossense para emplacar a candidatura, mas parece disposto a colaborar com o projeto.

3ª via - Nizan ajudou a eleger o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e tem dito que acredita na terceira via, como alternativa a Lula e Bolsonaro. O último trabalho nacional sobre eleições foi a convite do TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Nizan produziu campanha para enfatizar a segurança das urnas eletrônicas.

Deu branco – A ex-ministra Tereza Cristina (PL) teve dificuldades para lembrar nomes durante assinatura de acordos para implantação de fábrica de celulose em Inocência, ontem em Campo Grande. Ao cumprimentar políticos presentes, esqueceu do nome do deputado federal Vander Louber (PT). Só conseguiu, com ajuda da plateia.

Amigão - Depois, ao falar de amigo de 30 anos, também esqueceu o nome do engenheiro Joésio Siqueira. Convidado para a solenidade, ele contou ao Campo Grande News que conhece mesmo Tereza há décadas e foi um dos principais incentivadores do projeto da Arauco Forest em Mato Grosso do Sul.

Vai vendo – O Podemos, do vereador de Campo Grande Ronilço Cruz de Oliveira, o Ronilço Guerreiro, vai apoiar Rose Modesto (União) na corrida pela Governadoria. Ele, porém, foi visto em um evento do pré-candidato do PSDB, Eduardo Riedel. A proximidade é tanta que a esposa do ex-secretário, Monica Riedel, chegou até a comemorar nas redes sociais a aprovação de um projeto de Ronilço.

Vem aí – O MDB confirmou a realização da convenção para 5 de agosto, último dia do prazo da Justiça Eleitoral para que os partidos definam os candidatos das eleições deste ano. Pelo calendário eleitoral, essa definição pode acontecer a partir de 20 de julho. Os emedebistas devem lançar o ex-governador André Puccinelli na disputa ao governo do Estado.

Reinaldo Cap – O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), realizou na quarta-feira (22), o sorteio de metade de seu salário para seis das 111 entidades assistenciais registradas pela Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho). Entre as sorteadas, estão a Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) de Água Clara e Afrangel (Associação Franciscanas Angelinas). 'Já tive relatos do quanto isso ajuda muito e é algo que fazemos desde o primeiro dia do governo', comentou Reinaldo. O valor é referente aos salários do governador de janeiro a junho deste ano, cujo vencimento líquido é de R$ 25,9 mil.

Agora vai – Dois meses depois, a Câmara Municipal de Campo Grande vai concluir a análise do projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) 2023. A prefeita Adriane Lopes (Patriota) entregou a matéria em abril, mas a Casa de Leis precisou prorrogar o prazo para apresentação de emendas. No total, 112 sugestões dos vereadores foram acolhidas no relatório final. A estimativa é de uma receita de R$ 5,4 bilhões, um incremento de 13,64% em relação ao orçamento de 2022, de R$ 4,7 bilhões. A votação será dividida em duas sessões na quinta-feira (23).

Enquanto isso, no Parque... – Já a Assembleia Legislativa recebeu a peça orçamentária no início de junho. Por meio de um acordo de lideranças, a proposta da LDO teve a tramitação acelerada e já passou em primeira votação, agora aguardando entrar na pauta para a última discussão. A LDO é a 'prévia' do orçamento, que estima a receita do próximo ano e antecede a LOA (Lei Orçamentária Anual), que estipula as metas do Poder Público de investimentos e os gastos previstos.