Quer conhecer o Bioparque Pantanal? Agenda para junho já está aberta

Vagas para o mês de maio estão esgotadas após doze mil agendamentos

CORREIO DO ESTADO / NAIARA CAMARGO


Até o momento, 5,7 mil pessoas visitaram Bioparque após início do agendamento - Marcelo Victor

Pessoas interessadas em conhecer o Bioparque Pantanal no mês de junho podem agendar a visita a partir desta segunda-feira (16), através deste site .

O Bioparque tem capacidade para receber mil pessoas diariamente. As vagas para o mês de maio estão esgotadas após 12 mil agendamentos.

A assessoria de imprensa do governo de Mato Grosso do Sul disse ao Correio do Estado que 5.700 pessoas visitaram o local de 2 a 13 de maio de 2022.

Confira o passo a passo para efetuar o agendamento:

O Bioparque Pantanal é aberto para determinado grupo a cada dia da semana. Confira:

As visitas são conduzidas por guias e têm duração de aproximadamente uma hora e trinta minutos. 

De acordo com a diretora do Bioparque Pantanal, Maria Fernada Balistieri, as visitas são guiadas para que haja não apenas contemplação dos tanques, mas também conhecimento e informação à quem visita o local. 

Aquário do Pantanal

O local foi inaugurado em 28 de março de 2022, após onze anos em obras. O atrativo turístico é considerado como o maior aquário de água doce do mundo.

O Aquário do Pantanal, além de ponto turístico, também é centro de pesquisa da fauna pantaneira sul-mato-grossense. O local é equipado com laboratórios, bibliotecas e acervos históricos.

A construção do Aquário do Pantanal iniciou em maio de 2011, ainda na gestão do ex-governador André Puccinelli (MDB) e terminou na gestão do atual governador Reinaldo Azambuja (PSDB), em 2022.

Foram 11 anos, 13 licitações e três mandatos de governo até conclusão da obra. O valor total investido na obra é de R$230 milhões, de acordo com Azambuja.  

O Aquário do Pantanal tem 19 mil m² de área construída, 33 tanques, sendo 23 internos e oito externos, além de um tanque de abastecimento e outro de descarte de efluentes. 

O volume total de água é de cinco milhões de litros. O local é ponto turístico e centro de pesquisas e estudos do Pantanal sul-mato-grossense.

O Bioparque tem aproximadamente 230 espécies de peixes, além de animais como jacaré e sucuri. 

Além disso, abrigará 151 espécies pantaneiras, 55 da Amazônia, 14 africanas e cardumes da Oceania, Ásia e América Central. 

O governo de Mato Grosso do Sul assumirá a gestão do aquário até 31 de dezembro de 2022, após desistência do Grupo Cataratas.