Líder absoluta, Netflix fatura mais que o dobro do Disney+ por assinante


Reed Hastings, co-CEO e fundador da Netflix, disse no final de abril que seus concorrentes eram a TV aberta e o YouTube. Houve quem estranhasse a ausência do Disney+ na lista de competidores. Afinal, o serviço de streaming da Disney, no tempo recorde de 16 meses, havia ultrapassado a marca de 100 milhões de assinantes. Mas os números divulgados pela Disney na quinta-feira passada deixam claro porque o streaming do Mickey está longe de ser um risco para a Netflix em curto prazo. O Disney+ anunciou um crescimento decepcionante de novos assinantes no último trimestre, chegando a 103,6 milhões de clientes. Os analistas haviam projetado 109 milhões.

No final de abril, a Netflix também anunciou números ruins de crescimento. Adicionou apenas 3,98 milhões de usuários no período, a expectativa era de 6,29 milhões. Mas a empresa já tem mais de 207 milhões de assinantes, o dobro do Disney+. O fim dos lockdowns em diversos países, com as pessoas voltando a sair de casa; uma entre safra de filmes, com a redução do lançamento de grandes produções, são apontadas pelas empresas de streaming como causas da desaceleração do crescimento de novos assinantes. Vale lembrar que a Disney lançou "Wanda Vision" e "Falcão e o Soldado Invernal" no período, duas grandes produções. Mas existe ainda uma grande, e fundamental, diferença entre a Netflix e a Disney+: a receita média por assinante (ARPU - average revenue per user). A receita média da Disney+ por usuário, excluindo o Hotstar da Índia, foi de US$ 5,61 por mês. A receita média por usuário na Netflix, no último trimestre, nos EUA e Canadá, foi de US$ 14,25 por mês, um aumento de 9% em relação ao ano anterior.

Netflix e Disney+ afirmaram esperar desaceleração do crescimento com o fim da pandemia. Então, esse dado torna a receita média ainda mais importante. Como afirmou o jornalista Alex Sherman, na CNBC, "Se você vai ter um crescimento em queda, quer que seus clientes paguem o máximo possível. O serviço de vídeo sob demanda Hulu, da Disney, tem receita média maior, de US$ 12,08 por mês - mas seu crescimento foi insignificante, apenas 2 centavos ao mês acima do ano anterior". O Hulu tem 37,8 milhões de assinantes, o que aumenta para 41,6 milhões quando se incluem aqueles que também compram TV ao vivo.

Mesmo que a Disney+ ultrapasse a Netflix em número de usuários, seu lucro ainda seria muito menor.