Não tem boi, vai paraguaio mesmo, pedem frigoríficos do MS | Brasilagro

BRASIL/AGRO


Não tem boi, vai paraguaio mesmo, pedem frigoríficos do MS

Legenda: Gado paraguaio é a expectativa de salvação dos frigoríficos do Mato Grosso do Sul

As plantas frigoríficas do Mato Grosso do Sul estão querendo trazer gado vivo do Paraguai e oMinistério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)está analisando a solicitação formal do setor.

O vice-presidente do Sindicato da Indústria de Frios, Carnes e Derivados (Sicade), Régis Comarella, acredita que, se autorizada, aliviará o “caixa das empresas, já que as contas não estão fechando”.

Ele se refere à dificuldade de encontrarboisprontos, e preços altos, para compor a programação de abate dosfrigoríficos

Boi caro em torno de R$ 285 a R$ 290 a @ no estado e ociosidade na faixa da metade da capacidade são as regras neste momento de escassez, que se espalha para todo o Brasil.

A entrada de boi em pé paraguaio ajudaria, segundo o produtor, até que os animais da safra das águas entrem em maior volume (Money Times, 5/2/21)