Em estrada da Rota Bioceânica, paraguaios são pegos com droga em BMW

Cocaína e maconha tinham como destino a cidade de Corumbá

TAINá JARA / CAMPO GRANDE NEWS


Droga estava encondida em compartimento de BMW com placar do Paraguai (Foto: Divulgação/Diário Corumbaense)

Com destino ao Brasil, dupla de paraguaios foi presa com 60 quilos de droga em BMW, enquanto cruzavam a Rota Bioceânica, na Bolívia. De acordo com a polícia boliviana, a carro possuía placas do Paraguai e tinha como destino a fronteira com a cidade de Corumbá, distante 420 quilômetros de Campo Grande.

Conforme o site Diário Corumbaense, a Felcn (Força Especial de Combate ao Tráfico de Drogas) abordou o veículo, na rodovia que vai para Pailón, durante fiscalização na manhã da última quinta-feira.

Os dois ocupantes do veículo demonstraram nervosismo e apresentaram contradições em suas declarações. Eles foram levados para a sede da Felcn, na cidade de Santa Cruz de La Sierra.

Cocaína e maconha estavam escondidas em compartimento de carro com placas do Paraguai

Durante revista no veículo, foram encontrados quatro compartimentos secretos, debaixo dos assentos, onde foram encontrados 40 pacotes de cocaína e 15 pacotes de maconha, totalizando 44,2 quilos de cocaína e 15,3 de maconha.

Os paraguaios foram presos em flagrante por tráfico de drogas.

A Rila (Rota de Integração Latino Americana), ou Rota Bioceânica, é um corredor rodoviário com extensão de 2.396 quilômetros, que pretende ligar o Oceano Atlântico aos portos de Antofagasta e Iquique, no Chile, passando por Paraguai e Argentina. As obras para constituir o projeto ainda estão sendo executadas.