Análise: Bragantino bate de frente contra o Inter em jogo definido com pênalti polêmico

Jogo ferrenho entre as duas melhores campanhas do returno termina com vitória do Internacional por 2 a 1

GLOBOESPORTE.COM / CARLOS SANTOS


No confronto entre as duas melhores equipes do returno do Brasileirão, o Inter levou a melhor e venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1 neste domingo, 31. O Massa Bruta teve a série invicta quebrada, mas deve se orgulhar por bater de frente contra o líder do campeonato e por mais uma demonstração de que pode brigar com os grandes do futebol brasileiro.

O jogo contra o Internacional, como era esperado, foi ferrenho. Os jogadores das duas equipes se entregaram muito pelo resultado, que foi definido após um pênalti que gerou muitas reclamações por parte do Bragantino. O Massa Bruta volta do Sul sem os pontos, mas com a certeza de que pode brigar por uma vaga no G-8.

O Bragantino vacilou no início e foi punido com o gol de Patrick. Não pode bobear contra o líder. Apesar disso, o que se viu a partir daí foi uma imposição do time de Maurício Barbieri sobre o Internacional.

O time paulista não sentiu o gol e teve o domínio das ações no primeiro tempo. Com paciência para rodar a bola e achar espaços, o Bragantino conseguiu o empate com 15 minutos e ainda teve chance de ir para o vestiário à frente no placar.

No segundo tempo, o Inter voltou mais ligado na marcação e tentou tomar o controle do jogo. Com sete minutos, o lance capital da partida: um pênalti marcado para o Inter após a bola bater no braço de Weverton.

Foram cinco minutos de análise no VAR até o árbitro Sávio Pereira Sampaio confirmar a penalidade sob protestos de Barbieri e jogadores do Bragantino. Edenílson marcou e colocou o Inter à frente de novo.

Depois do gol, o Bragantino passou a jogar ainda mais no campo do adversário. Novamente a equipe teve paciência para tocar a bola e procurar espaços. Barbieri fez trocas e o time ganhou mais fôlego para pressionar. Claudinho, mesmo bastante marcado, conseguiu boas jogadas e o gol só não saiu por causa de Marcelo Lomba, que fez ao menos duas grandes defesas.

Mesmo com a derrota, o Bragantino sai do duelo fortalecido no campeonato. A equipe volta à campo na quarta-feira, 3, quando recebe o Atlético-GO às 19h15, no Nabi Abi Chedid. O Braga é o 13° na tabela de classificação, com 44 pontos.