Viralizou: Gabigol na bronca, Inter imparável, crise no São Paulo, Galo entrando pelo Cano e neve na Ilha

Fim de semana também teve treta de Luxemburgo e Sampaoli, lambança de Diego Cavalieri e Goiás ressurgindo na briga contra a queda... Confira resumo da 32ª rodada pelas redes sociais

GLOBOESPORTE.COM / REDAçãO DO GE


Faltando seis rodadas para o fim do Brasileirão, o clima de decisão toma conta da Série A. Seja na luta contra o rebaixamento ou na briga pelo título, ninguém está tranquilo. Aliás, Abel Braga está bem tranquilão. Isso porque o Internacional chegou à oitava vitória seguida. Dessa vez, contra o Grêmio, e de virada.

Enquanto isso, Fernando Diniz tenta solucionar a crise do São Paulo, que segue em queda livre e Gabigol se irrita com a fase do Flamengo, que não encosta nos líderes. No lado de baixo da tabela, Thiago Neves fez nevar no Recife, com gol de bicicleta sobre o Bahia, e German Cano devolveu o sorriso ao rosto de Luxemburgo ao garantir a vitória do Vasco diante do Galo, que teve treta entre o técnico vascaíno e Sampaoli...

Veja como foi a rodada do BrasileirãoClique aqui para conferir mais notícias

O que houve com o time do Diniz?

Há um mês, o São Paulo era líder do Brasileirão, jogava bonito e vinha sendo apontado como absoluto favorito para o título. A carruagem, no entanto, parece ter virado abóbora. Há cinco rodadas sem vencer, o Tricolor empatou com o vice-lanterna Coritiba, no Morumbi, e viu o Internacional abrir quatro pontos na liderança. Para piorar, os jogadores ainda sofreram uma emboscada da torcida. Episódio lamentável que rendeu uma crise interna no clube.

Não foi dessa vez...

E quando todos achavam que o Flamengo tinha ressurgido, após duas vitórias seguidas, o time de Rogério Ceni empaca outra vez. Com direito a bronca de Gabriel, que deixou o campo chateado com a substituição, o Rubro-negro carioca perdeu para o Athletico por 2 a 1 e vê cada vez mais longe o sonho de conquistar o segundo Brasileiro seguido.

No jogo, também teve cenas para lá de esquisitas. Até agora, tem gente se perguntando: o que Vitinho tentou fazer neste lance?

Foi lindo, cara

O que parecia impossível, aconteceu: o Internacional venceu o Grêmio, e de virada. Sem ganhar do Tricolor há onze jogos, o Colorado até saiu perdendo e quando todos achavam que o roteiro se repetiria, Abel Hernández e Edenílson, aos 52 minutos, deram a vitória ao Inter.

O gol da vitória saiu de um pênalti polêmico, criticado pela Central do Apito, e que deixou o técnico Renato Gaúcho enlouquecido. Mas nem adianta reclamar, a vitória ficou mesmo com o time de Abel Braga. Quem te viu, quem te vê...

"Se queriam avacalhar o Brasileiro, conseguiram. Se o presidente autorizar, vou colocar a transição para jogar o resto do Brasileiro e a gente se prepara para a final da Copa do Brasil. Só o presidente dar o ok. Para ver isso aí, é melhor ficar treinando" - disse Renato Gaúcho.

Cano apontado para o "xéu"

O Atlético-MG até sonhava em encostar nos líderes, mas o Galo esqueceu de combinar com o argentino German Cano. Sem resquício de piedade, o artilheiro do Vasco marcou dois gols e foi determinante para o Cruz-Maltino vencer os mineiros por 3 a 2, e sair da zona da confusão. Até mesmo Pikachu deu o ar da graça, numa partida marcada pela treta entre Luxemburgo e Sampaoli.

Bota um casaco, porque tem neve

O clássico nordestino atraiu todos os holofotes na rodada. Lutando contra o rebaixamento na Série A, Sport e Bahia entraram na Ilha do Retiro pressionados pela vitória do Vasco sobre o Atlético-MG. Mas o Leão contava com Thiago Neves. Com estrela digna de craque, o camisa 30 meteu um gol de bicicleta e abriu o caminho para o Rubro-negro vencer o Tricolor por 2 a 0 e jogar o rival para o Z-4.

Thiago Neves marca de bicicleta e ressalta importância após vitória: "Sport depende muito de mim"

Passagem comprada e hospedagem paga para a Série B...

O Botafogo parece viver cenas dos últimos capítulos na Série A. Quando a fase não é boa, meus amigos e minhas amigas, tudo acontece.

No domingo, foi a vez do goleiro Diego Cavalieri engolir um frangaço, cometer um pênalti e definir a derrota por 2 a 0 para o Flu. Com 23 pontos, o Alvinegro segura a lanterna do Brasileirão, sem concorrência para o posto. O Tricolor carioca, que não tem nada com isso, chegou os 50 pontos e colou no G-6.

Ainda dá?

O que parecia improvável aconteceu... e o Goiás começa a ressurgir na Série A. Apontado como forte candidato à queda, o Esmeraldino conseguiu uma virada espetacular sobre o Santos e religou os aparelhos por onde respira. Após descer para o intervalo perdendo por 2 a 0, os goianos viraram para 4 a 3, com direito a golaço de Rafael Moura e ultrapassou o Coritiba na tabela. Agora seis pontos o separam do Fortaleza, primeiro clube fora do Z-4, com 35.